Smoking Triggers: O que são e como Combatê-los

Atualizado: Mai 6

Sim, há uma razão. Cada cigarro que acende tem uma explicação. Podem ser todos pela mesma razão, ou todos por razões diferentes. Provavelmente é fumador e nunca tinha pensado nisso.

Já deu por si a pensar que não tinha necessidade de fumar aquele cigarro em específico, já deu por si a fumar um cigarro só por fumar. Não precisava dele, não sentia falta da nicotina, mas fumou.



Smoking Triggers são Gatilhos, são as razões ou impulsos que o levam a fumar, a querer fumar, a sentir necessidade de fumar.

Cada pessoa tem triggers diferentes, razão pela qual conhecê-los, identificá-los e entendê-los é a sua primeira linha de defesa: só assim saberá como lidar com eles e combatê-los.

Os Smoking Triggers - Gatilhos podem ser divididos em quatro categorias: • PadrãoEmocionais

SociaisAbstinência


Padrão

É considerado um Gatilho Padrão quando se relaciona diretamente uma atividade ao ato de fumar e não se consegue dissociar uma da outra. Exemplos das atividades mais comuns são: falar ao telefone, consumir bebidas alcoólicas, conduzir, beber café, o final de cada refeição, a pausa do trabalho ou antes de ir dormir. Como lidar com os gatilhos padrão: Quebrar a associação da atividade com o ato e transferir a sensação que esta provoca para outra atividade.

Encontrar um substituto: após o café ou após a refeição, experimente mascar pastilha elástica ou lave os dentes de seguida. Enquanto fala ao telefone, opte por ter consigo uma bola anti-stress.

Experimente atividades que o mantenham ocupado: descubra um novo hobby.

Exercite-se: faça uma caminhada, ande de bicicleta; nade. O exercício físico pode ser uma boa distração.

Mude a sua rotina: beba um café num horário diferente ou num sítio diferente do habitual.



Emocionais

Os gatilhos emocionais estão associados a emoções intensas, ou seja, o fumador associa certa e determinada emoção ao ato de fumar. Um gatilho emocional relembra-o de como se sentiu quando fumou, o quanto melhorou um momento bom, ou o quanto o ajudou a superar um momento menos bom, tornando este num gatilho de extremos. Fuma quando se sente stressado, ansioso, aborrecido, sozinho e em baixo ou quando se sente satisfeito, feliz e a celebrar uma ocasião.

Como lidar com gatilhos emocionais: Aprenda a lidar com os seus sentimentos sem ter de contar com um cigarro para isso, até porque ele não o vai ajudar nem aconselhar.

Expresse as suas emoções: falar com um amigo ou familiar sobre a forma como se sente pode ajudar.

Respire fundo e calmamente: respirar fundo vai acalmar o seu corpo e a sua mente, ao mesmo tempo que o vai reduzir os seus desejos. Esta é também uma excelente forma de lidar com o stress e ansiedade.


Exercício físico: quando se exercita, o seu corpo liberta endorfinas, por isso a atividade física é uma excelente forma de lidar com as emoções.

Ouvir música: a música vai ajudá-lo a relaxar, a acalmar o seu ritmo cardíaco, a baixar a pressão arterial e a reduzir o nível de stress.

Sociais

Os gatilhos sociais são gerados à volta de situações e ocasiões de convívio com outros fumadores. Perfeitos exemplos disso são: ir a um bar, ir a uma festa ou a um evento social, ir a um concerto, ver outra pessoa a fumar, estar com amigos/colegas que fumam ou celebrar um grande acontecimento.

Como lidar com os Gatilhos Sociais: Primeiro, diga aos seus amigos, familiares e colegas de trabalho que deixou de fumar. É importante que tenha o apoio de todos, especialmente na fase inicial.

Depois, há dois caminhos distintos pelos quais pode optar:


Pode, por um lado, evitar lugares e eventos que tenham pessoas a fumar e pode pedir aos seus amigos para não fumar perto de si. Saiba que, com o tempo, a convivência vai se tornar mais fácil.


Por outro lado, pode optar por enfrentar todas as situações sociais, sem se recusar ou evitar fazer o que quer que seja. Tenha em mente que é mais forte do que imagina e é perfeitamente capaz de estar num evento social sem ter de fumar.

Abstinência

Se é um fumador de longa data, o seu corpo está habituado a uma dose regular de nicotina. Deixar de fumar requer um processo de desabituação, e assim sendo, a privação da nicotina vai fazê-lo desejar e ansiar esta substância.


Gatilhos de abstinência incluem: desejar o sabor de um cigarro; cheirar o fumo do cigarro; segurar em cigarros, isqueiros e/ou fósforos e sentir-se frequentemente inquieto e agitado.

Como lidar com os Gatilhos de Abstinência:

Tenha um plano: trace estratégias para desviar a sua atenção do desejo que sente pela nicotina.


Substitua: canalize a agitação que sente para uma atividade mais saudável e produtiva, seja ela desporto, jardinagem ou pintura.

Distraia-se e redirecione a sua atenção: telefone a um amigo, faça uma caminhada na natureza, leia um livro.

Na Viver Sem Fumo, em contexto de consulta, é feito um diagnóstico onde são identificados os Smoking Triggers de cada fumador.

A partir deste diagnóstico, é delineado um plano estratégico personalizado onde são apresentados diversos métodos e soluções práticas a adotar em cada momento ou situação que possa surgir no seu quotidiano. Reeducamos as pessoas e ensinamos-lhes estratégias para lidar psicologicamente com cada caso.

Tão importante quanto o tratamento é o comportamento que cada pessoa terá após a realização do mesmo.

Acima de tudo, não desespere e não desista. Saiba que tudo o que está a sentir é perfeitamente normal e que dia após dia vai diminuir até sobrar apenas uma vida cheia de saúde pela frente.

As consultas para tratamento antitabágico podem ser agendadas através do número de telefone 800 919 035 ou 913 520 425.


Pode também fazer o agendamento online no nosso site em https://www.viversemfumo.com/consultas.

Os suplementos antitabágicos – Renew Breath Calm e Renew Breath Extra - podem ser enviados para qualquer zona do país e pode encomendá-los através do número de telefone 800 919 035 / 913520425.



175 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo